A Copa do Mundo começou e todo mundo quer aproveitar esse evento para alavancar vendas e aumentar o tráfego de clientes em sua loja. Mas ainda dá tempo para isso? Claro que sim, afinal de contas ainda estamos nos primeiros dias de jogos.

Muita bola ainda vai rolar! Uma pesquisa recém divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontou que a intenção de consumo de alimentos e bebidas no domicílio deve se manter em linha com a expectativa relatada antes do Mundial de 2014 – 53,2% contra 53,4%, respectivamente, para as famílias de maior poder aquisitivo, houve aumento na preferência pelo consumo doméstico (de 40,4% em 2014 para 50,6% em 2018).

Já o consumo de alimentos em bares e restaurantes revela uma menor propensão de gastos independentemente da faixa de renda. Outro dado interessante vem da pesquisa divulgada pela Boa Vista SCPC, que apontou que sete em cada dez brasileiros disseram irão acompanhar os jogos da Copa do Mundo da Rússia.

Realizada entre os dias 6 e 11 de junho, com cerca de mil respondentes em todo o Brasil, a pesquisa Hábitos de Consumo e de Comportamento do Brasileiro para a Copa do Mundo de 2018 constatou ainda que a maioria irá acompanhar pela TV aberta (48%), seguidos dos que assistirão em TV por assinatura (39%), Internet (9%) e Rádio (2%).

A pesquisa também identificou que o setor de alimentos e bebidas será o mais procurado pelos consumidores, superando o de artigos de festas, brindes ou esportivos: 70% dos consumidores irão comprar alimentos e bebidas para consumir durante os jogos da Copa do Mundo e 19% disseram que investirão em camisas e itens para animar a torcida (bandeiras, enfeites etc).

Dos entrevistados que vão gastar algum recurso por conta da Copa, 60% pretendem investir valores que não ultrapassam os R$ 200 com estas compras. Outros 22%, no entanto, estão dispostos gastar valores entre R$ 200 e R$ 400. Os que gastarão de R$ 400 a valores superiores a R$ 1000 são 18% dos entrevistados.

E se o cenário está se mostrando positivo para o varejo a tática é investir na ambientação da loja para atrair os clientes de forma lúdica e divertida. Para o consultor e especialista em vendas complexas e de alta performance, Cláudio Zanutim, a imagem e organização de um ponto de venda é um dos pontos mais importantes do negócio e para vendas.

“Não adianta ter produtos, com o melhor preço, com o melhor e mais especializado atendimento se não conseguimos atrair clientes para dentro da nossa loja”, diz. Para ele, pequenos mimos e carinhos na decoração, são necessários para que o PDV continue atrativo, moderno e vendedor.

“Para aproveitar o momento da Copa do Mundo uma das orientações é manter a fachada do PDV bem visível e com tema da Copa com os próprios produtos, além de materiais de merchandising, disponibilizados pelo fornecedores”, comenta. O especialista ainda destaca que qualquer movimentação bem feita em uma loja, atrai clientes. “O burburinho atrai as pessoas, o ser humano é curioso por natureza”, diz.

Com o brasileiro mais aberto ao consumo de alimentos e bebidas durante os jogos da Copa, vale investir no relacionamento que a loja já possui pelas redes sociais para promover determinadas categorias como salgadinhos, bebidas, cervejas, carne, entre outros.

“Antes de anunciar a promoção é preciso definir o mix de produtos que entrarão nessa ação, além de calibrar bem o preço de venda, para que o cliente perceba vantagens e benefícios na promoção”, orienta Zanutim.

Fonte: Newtrade