Advent International pode gerir a varejista como se fosse uma empresa brasileira

Para acelerar o crescimento do Walmart Brasil, a Advent International, nova dona de 80% da operação, deve apostar na gestão da varejista “como se fosse uma empresa brasileira”, com decisões tomadas aqui. É o que declarou ao portal Exame um executivo que acompanhou as negociações.

Uma das prioridades, de acordo com a fonte, será acabar com a política de ‘preço baixo todo dia’, uma das bandeiras do Walmart que, no entanto, nunca engrenou no Brasil. Já os formatos atacarejo e clube de compras devem receber fortes investimentos do novo comando.

Em nota à imprensa, a Advent International reafirmou seu entusiasmo pela parceria no Brasil com a maior rede varejista do mundo. “Acreditamos que, com nosso conhecimento do mercado local e expertise em varejo, poderemos posicionar a empresa para gerar resultados expressivos e alcançar novos patamares de sucesso no Brasil”, afirmou Patrice Etlin, Managing Partner do fundo de private equity.

A compra da operação brasileira do Walmart é o maior negócio global em faturamento da Advent International. O fundo já investiu em mais de 30 empresas brasileiras, entre as quais a rede de restaurantes Viena e os grupos educacionais Kroton e Estácio.

Fonte: Exame