Entenda qual é o impacto no seu trabalho e veja como lidar com ele

O ego é um processo dentro de nós que faz uma espécie de administração entre o que se deseja e aquilo que se tem capacidade de fazer. Está associado à imagem que cada um tem de si mesmo, à autoestima, insegurança ou extrema segurança, além dos pensamentos que avaliam as decisões e ações.

Luciano Salamacha, professor de MBA da FGV, explica que a pessoa que confia cegamente em si encontrará dificuldades para se posicionar como profissional, e exatamente a mesma coisa acontece com quem acredita ser pior do que os outros.

Especialista em gestão de carreira e negócios, Luciano Salamacha acredita que o ego é essencial para manter a autoestima, afinal insegurança não é característica de um bom gestor. Controlar o próprio ego, no entanto, é requisito fundamental para alcançar a sabedoria que se espera de um profissional em posição de liderança.

“Não deixe jamais que o ego, que ocupa a função de gerente, se comporte como proprietário”, resume o especialista. Como essa não é uma tarefa fácil, o professor ensina cinco exercícios para ajudá-lo a ter um ego que o favoreça no trabalho.

1. Ser honesto consigo mesmo
Esse é um dos momentos em que o ego pode favorecer o profissional, quando ele descobre segurança e capacidade para executar ou não determinada atividade.

2. Enxergar se exagerou no enaltecimento das próprias qualidades
Afinal, o ego é um véu na frente dos olhos do profissional que acredita que é dele todas as verdades.

3. Não se deixar influenciar por pessoas que elogiam demais
Muitos fazem isso apenas para angariar simpatia e tentar receber favorecimentos pessoais. Há, ainda, os que criticam desonestamente para que a pessoa acredite na própria incapacidade.

4. Ter plena convicção do que se é e do que se pode
Com uma boa dose de humildade, mas é preciso ter em consciência de suas capacidades.

5. Exercitar a humildade
Faça isso de forma verdadeira, sem se vangloriar dela.

Fonte: Supermercado Moderno