Dados da ABComm indicam crescimento de 12% no setor durante o ano de 2017 e projetam alta de 15% para 2018

Em 2018, o e-commerce nacional deve crescer 15% em relação a 2017 e faturar R$ 69 bilhões, de acordo com previsão da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico). O ano deve registrar mais de 220 milhões de pedidos nas lojas virtuais, com um tíquete médio de R$ 310.

Neste ano, a expectativa é que os lojistas do comércio eletrônico invistam no aprofundamento da experiência do cliente, apostando em aplicativos e vendas em dispositivos móveis, fazendo com que esse meio atinja a marca de 33% do total de pedidos (contra 28% em 2017), consolidando a tecnologia nos principais varejistas brasileiros.

“O principal impulsionador das compras online continua sendo a comodidade. Com a retomada econômica, haverá mais investimento e a chegada de players pesados como Amazon e Alibaba, fazendo o setor ganhar ainda mais fôlego em 2018”, comenta Mauricio Salvador, presidente da ABComm.

Em 2017, o e-commerce cresceu 12% em relação ao ano anterior e obteve um faturamento de R$ 59,9 bi. O ano fechou com 203 milhões de pedidos e um tíquete médio de R$ 294.

Fonte: Supermercado Moderno