Na edição de Junho da revista SuperHiper do Portal Abras, o André Faria, CEO da Bluesoft foi entrevistado para a matéria Loja boa em venda, retaguarda eficiente, falando sobre tendências, mercado, principais problemas e como as tecnologias podem fazer a diferença para o desempenho (receita) e o resultado (lucro) de um supermercado. Confira alguns trechos:

Se o mundo muda o tempo todo, com o varejo não é diferente. Na verdade, não é exagero dizer que o varejo é uma das atividades produtivas que mais mudam, afinal, está ao sabor do consumo, cujo dinamismo, na era da informação, respeita ou deveria respeitar, just in time, a velocidade dos desejos das pessoas.

Hora certa”, aliás, talvez seja a melhor tradução para o grande desafio da gestão da retaguarda das lojas: o recebimento tem tempo e padrão de qualidade a seguir, as entradas devem ser registradas em linguagem que todas as áreas da operação supermercadista entendam, o armazenamento precisa ser ordenado, conforme giro de produto, e adequado à natureza de cada uma das categorias. Tudo isso deve estar subordinado a um único fator: satisfazer na hora, do jeito e com o justo preço a demanda do consumidor.

A Bluesoft, empresa fundada em 2000, que oferece ERP, 100% na nuvem, para o varejo, aposta na tendência de tornar os sistemas capazes de antecipar problemas e apresentar ao gestor informações e insights para solucioná-los. “Em vez de esperar que o comprador descubra que o produto está com a cobertura de estoque maior que o shelf life apenas ao ler o relatório, o sistema notifica essa situação e dá sugestões de possíveis providências como devolver, fazer oferta ou criar um ponto extra de exposição”, explica o CEO da Bluesoft, André Faria.

Pensando nisso, a companhia vem adicionando módulos e funcionalidades ao seu ERP, como Business Intelligence (BI) com dashboards (painel de indicadores) específicos para supermercados. “Com essa solução, não é preciso esperar o mês acabar para saber o resultado, nem esperar o dia seguinte para analisar as vendas, porque as informações estão disponíveis o tempo todo, para apoiar a pronta tomada de decisão”, completa.

O CEO da Bluesoft, André Faria, nota que, nos últimos anos, tem crescido no Brasil o movimento de adequação dos supermercados para atuação em omnichannel, explorando novos canais de venda, oferecendo uma experiência única para um consumidor mais exigente. “É importante que os sistemas estejam integrados e aderentes para apoiar o supermercadista nessa nova realidade”, lembra.

Confira o pdf com a matéria completa.

Fonte: Bluesoft