O Relatório de Mercado Focus, divulgado ontem pelo Banco Central (BC), mostra que a mediana de expectativas do mercado para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – o indicador oficial de inflação – em 2017 foi de 3,48% para 3,46%.

Há um mês, a estimativa dos analistas estava em 3,90%. Já a projeção para o IPCA de 2018 foi de 4,30% para 4,25%, ante 4,40% de quatro semanas atrás.

Na prática, as projeções de mercado divulgadas no Focus indicam que a expectativa é de que a inflação fique abaixo do centro da meta, de 4,5%, em 2017 e 2018. A margem de tolerância para estes anos é de 1,5 ponto percentual (inflação entre 3,0% e 6,0%).

Na última quinta-feira, 29, o Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu as metas de inflação para os anos seguintes. A referência para 2019 será de 4,25%, enquanto a de 2020 será de 4,00%. Nos dois casos a banda de flutuação é de 1,5 ponto percentual.

No Focus desta segunda-feira entre as instituições que mais se aproximam do resultado efetivo do IPCA no médio prazo, denominadas Top 5, a mediana para 2017 seguiu em 3,48%. Para 2018, a estimativa permaneceu em 3,98%.

Juros

Por outro lado, os economistas do mercado financeiro decidiram manter a projeção para a Selic (a taxa básica de juros) no fim de 2017, mas reduzir a expectativa para 2018. O Relatório de Mercado Focus trouxe que a mediana das previsões para a Selic este ano seguiu em 8,50% ao ano. Há um mês, estava no mesmo patamar.

Para 2018, o relatório indicou que a mediana das projeções dos economistas consultados para a Selic foi de 8,50% para 8,25% ao ano.

No Relatório Trimestral de Inflação (RTI), publicado em 22 de junho, o BC deixou as portas abertas para a continuidade do ritmo de corte da Selic, de 1 ponto percentual, na reunião de política monetária de julho.

No documento, a autoridade monetária reiterou que o ritmo de reduções da taxa básica dependerá da atividade econômica, dos riscos para o cenário de inflação, das reavaliações sobre o ciclo e das expectativas para o IPCA.

No relatório Focus, a Selic média de 2017 passou de 10,28% para 10,22% ao ano. No caso de 2018, a Selic média foi de 8,50% para 8,25%.

Para o grupo Top 5, a taxa básica terminará 2017 em 8,38%, ante 8,13% projetados há uma semana. Para 2018, a expectativa foi de 8,25% para 8,00%.

Fonte: ABRAS